Escoamento de fluidos não-Newtonianos meios porosos

Resumo: Polímeros são moléculas formadas por milhares de blocos, chamados monômeros, que se repetem resultando em cadeias com elevados pesos moleculares. Os polímeros mais freqüentemente utilizados no método de recuperação avançada são os biopolímeros polissacarídeos e as poliacrilamidas parcialmente hidrolisadas. Devido a seu elevado peso molecular, concentrações relativamente baixas de polímero, de 250 ppm a 1.500 ppm, misturadas com a água, resultam em uma solução polimérica com viscosidade elevada, que quando utilizada como fluido deslocante permite uma diminuição da razão de mobilidades resultando em um incremento da recuperação do óleo pela melhora da eficiência de varrido, tanto areal (horizontal) como vertical. A principal desvantagem dos polímeros é a sua degradação química, bacteriana ou por cisalhamento. Soluções poliméricas são fluidos não-Newtonianos que tem comportamento mecânico complexo e de difícil representação matemática. Existem modelos variando desde os algébricos mais simples até os viscoelásticos extremamente complexos, que tentam reproduzir a resposta a variadas condições de escoamento, tais como as que ocorrem no meio poroso. Neste projeto procuramos evidenciar a importância das propriedades dos fluidos não-Newtonianos na viabilização do deslocamento de óleos pesado no reservatório.

Data de início: 2011-05-13
Prazo (meses): 24

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Coordenador Oldrich Joel Romero
Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910